Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

Emociona mas será que é isso que a gente quer?

Muita gente , inclusive eu , se emocionou ao ver na web um vídeo em que um pai carregar seu filho, que tem paralisia cerebral , nas costas durante uma competição esportiva . o pai ‘ heroi’ leva o filho no colo em todo o percurso e faz as provas (canoagem, ciclismo ECT ) para que o filho – totalmente paralitico –possa vivenciar aquela experiência ... É inegável a beleza das imagens e o amor do pai mas, como eu muito momentos a gente absorve essa, e muitas outras mensagens a respeito das pessoas com deficiência sem fazer uma critica do que de fato está sendo propagado, o grande debate que , na minha opinião , é preciso fazer não apenas diante esse filmete , mas perante a muitas outras situações é: que tipo de visão social está sendo gerada a parti desse filme?
‘Meu pai me ama’ diz a musica que embala o filme que mostra um pai carregando seu filho adulto, diga de passagem , como se fosse um fantoxe , alguém que existe e se realiza parasitando as forças, as emoções, as sensações de outra…

Inclusão bobona

Vira e mexe eu ouço certas expressões vindas de pessoas que se dizem ''defensores da inclusão’’ , muitos deles pais de crianças com deferências que honestamente me arrepiam :‘’ O MEU FILHO É UM DOWNSINHO...’’‘’OS NOSSOS PC’s SÃO INTELIGENTES ‘‘ ect . Eu , Cá em minha cadeira de rodas fico pensando o que leva umpai a adjetivar o seu filho, ou filha, pela característica que ele mesmo deseja que a sociedade não veja nesta criança? O mais grave é que por trás desse, vocabulário da inclusão da moda, se recalca praticas ; pensamentos e ações tão preconceituosos quanto qualquer outro ato que julgamos ser discriminatório. Na verdade o que há coberto atrás dessa cortina ‘’inclusiva ‘’ é que a gente ainda não se deu conta que a visão segregacionista é uma ação que se inicia justamente quando começamos a permitir que esses rótulos caia na Cultura popular e se cristalize em forma de paternalismo e outras praticas, contra as quais tanto lutamos.Fica a dica de um cidadão Brasileiro que tem …

Incluir não é favor

Uma Tonica do discurso inclusivo que as autoridades volta e meia utiliza para Ca e La atrair a atenção da mídia e dos menos avisados, é insinuar que a medidas que os governos municipais, estaduais e federal toma para reduzir a exclusão social vivida pelas pessoas com deficiência são meritórias, beneficio , favorzinho . ledo engano, ou safadeza mesmo, o fato é a ultima da propaganda do Governo Estadual usa desse impediente baixo para se promover, na peça publicitária aparece um garoto, cadeirante, com a sua mãe, dizendo que a obra realizadas de casas no complexo do Alemão mudou a vida dele , a propaganda mostra a mãe passeando com filho pela área de lazer próximo a sua nova casa e ela fala que agora ele ate freqüentar a escola .. Oh , o Sergio Cabral é um anjinhoO que o anuncio não informa é que segundo a vários tratados internacionais o Estado Brasileiro é obrigado a proporcionar ao cidadão com deficiência condições urbanas que o favoreça no exercício da cidadania dessa parcela da pop…

A mídia e a inclusão das pessoas com deficiências

O espaço mediastino no contexto pós-moderno se tornou o grande palanque no qual os grupos minoritários buscam visibilidade bem como sua legitimação no plano sócio e político.Por sua vez , a mídia representa estes grupos segundo os conceitos tradicionais ,cristalizando estereótipos enraizados no subconsciente coletivo. No âmbito da pessoa com deficiência a grande mídia mostra-se dicotomia reafirma essa constatação, nesse texto vamos começar a compreender como e por que esse processo ocorre .Considerando o fato de que os meios de comunicações tendem a ratificar o pensamento predominante no seu discurso , somos obrigados a estender nossa analise á questão da Deficiência em seu aspecto social. como essa sociedade vê e representa o conceito de deficiência ? Como esse conceito é tratado Cultural e socialmente ? A raiz da compreensão das causas do preconceito, seja no enfoque mediastino seja em qualquer outra estância estar o conhecimento profundo de que significações o conceito , a palavra …

Incluir também é pagar as contas como todo mundo

Um dos mitos criados, a parti de uma mentalidade paternalista para com as pessoas com deficiência , é que prestar um serviço, seja ele qual for , seria um ato de abnegação, missionário ou qualquer outro adjetivo semelhante., e que é um pecado mortal se obter o merecido lucro por tal serviço , como se este sujeito não fosse capaz de interagir no seu cotidiano de consumidor como alguém quer, ou precise ser atendido na farmácia da esquina. Na escola onde estuda ou num barzinho sábado á noite , como as outras pessoas e ,se for o caso pagar pelo serviço que ele usufruiu . Na verdade , ao longo do tempo, se criou a percepção de que as pessoas com deficiência é alguém carente , dependente financeiramente e que ‘cobrar’ desse sujeito é algo que não se deve fazer. Sei La por que . Parece que quem usa uma cadeira de rodas, precisaria ser suas necessidades atendidas em lugares específicos: na clinica de fisioterapia. Na escola especial, e se diverti na festinha que a ONG organiza todo dias das c…

Inclusão das pessoas com deficiência: um assunto de todos nós.

A primeira consideração que gostaria de fazer é, justamente, aquela que irá nortear nosso encontro de hoje, que é preciso se ter a questão da inserção social de cerca de, 24 milhões de brasileiros e brasileiras que, possui algum tipo de deficiência, como um tema de interesse da sociedade e não apenas de um grupo da sociedade. É vital que começamos , eu e você, a termos claro em nossas mentes que promover condições reais para que certa de 14¨% da população brasileira exerça a sua cidadania é algo que diz respeito a mim, que ando em uma cadeira de rodas, mas também a você que anda sobre dois pés. É preciso termos bem definido em nossas mentes que inserção social de qualquer grupo minoritário não pode ser uma questão tratada isoladamente , apenas pelas as pessoas ‘’diretamente’’ envolvidas , mas sim pertencer ao todo dessa sociedade . De modo que irei tentar, durante esse nosso papo, te apresentar argumentos sólidos. práticos que te faça constatar que o assunto da inclusão das pessoas …