Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Programa da Prefeitura leva inclusão social a pessoas com deficiências

Segundo o último censo do IBGE, em 2000, quase 25 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência, sendo que a imensa maioria diariamente enfrenta diversos obstáculos, que vão desde atravessar uma rua ou embarcar num ônibus não adaptado até o preconceito na hora de buscar um emprego ou ser matriculado numa escola. Para enfrentar essa realidade, a Prefeitura do Rio de Janeiro desenvolve o 'Programa de Reabilitação Social Baseada na Comunidade' (RBC), uma iniciativa pioneira da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência. As equipes vão até as residências das pessoas que têm algum tipo de deficiência e moram em localidades de baixa renda, para realizar uma série de atividades que possibilitam maior qualidade de vida e a inserção no mundo do trabalho. O programa nasceu na década de 90 e beneficia atualmente cerca de 3.000 pessoas com deficiência e também suas famílias por toda cidade. O RBC conta com 23 equipes multidisciplinares, formadas basicamente por fisioterapeuta…

Projeto incentiva uso da Língua Brasileira de Sinais nas escolas do Rio

Para garantir um atendimento educacional especializado para os alunos surdos, a Prefeitura do Rio criou, em 2012, o projeto Escolas-Piloto de Educação Bilíngue. Desenvolvido pelo Instituto Municipal Helena Antipoff (IHA), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Educação, o programa funciona em 21 escolas da rede municipal. Atualmente, fazem parte do projeto 767 alunos que apresentam algum nível de surdez, 35 deles totalmente surdos.  As escolas bilíngues contam com professores com deficiência auditiva e intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para atuar em salas de aula com alunos surdos. Mais do que facilitar a comunicação, a Libras é o instrumento de identidade das pessoas com deficiência auditiva, oficializada em 2002 como a língua mãe de cerca de 5,7 milhões de brasileiros que, segundo o censo de 2000, apresentam algum nível de surdez. Em 2013, quando o programa completa um ano, mais duas escolas da rede devem se tornar bilíngues, com o uso da Libras. Há um ano est…