Pular para o conteúdo principal

Ética e educação inclusiva

Antes de começar a construir os argumentos, para esse texto,  gostaria de fazer um relato pessoal, apesar de não gostar de me citar como exemplo de nada fato é que eu tenho 44 anos e, talvez eu , e meus amigos , somos a primeira geração de jovens com deficiência a ser inserido no ensino regular. Aos 17 anos, em 1993 , eu com todas as minhas limitações físicas, motoras e de comunicação , fui estudar numa classe de 40 alunos na escola municipal presidente Médice na marra, sem estrutura, sem mediadora , isso nem em sonho se cogitava, em fim . Isso posto , devo concluir que todo meu histórico me permite falar, com autoridade mínima , sobre a importância da inclusão  educacional no plano de uma conquista de um espaço único da cidadania das pessoas com deficiência. Um lugar impar a qualquer, ‘a educação inclusiva é o principio, moral e ético, de qualquer individuo ou grupo que defenda a cidadania das pessoas com deficiência’.
Porque eu fiz o destaque? Porque percebo que atualmente muitos pais de crianças e jovens  com necessidades especiais  tem um acanhamento em colocar seus filhos em escolas do ensino regular, preferindo a ‘comodidade’ das escolas especiais , ou pior, de algumas instituições que fazem um trabalho pedagógico paliativos com essas crianças e jovens. Eu não vou entrar no mérito da idoneidade ou da boa-fé dessas entidades, até creio que elas podem ter uma função importante na socialização dessas pessoas. Mas, quero deixar claro que o espaço da escola é fundamental, e insubstituível na afirmação da cidadania de qualquer criança. De igual maneira a escola inclusiva é um instrumento importantíssimo para essa crianças ou esse jovens com deficiência. Querer dissociar a promoção da pessoa com deficiência , da existência e da valorização de uma educação inclusiva é impossível.   
É vital que esse espaço, a Escola seja um ambiente de fortalecimento e de enriquecimento da relação entre as pessoas com deficiências e a sociedade. Pois, ao imaginar a inclusão dessa crianças e jovens sem que esse processo passe pela educação , pela escola, é desonestidade. Eu, atualmente , interajo com muitos pais de crianças e jovens com necessidades especiais , e quando pergunto se os filhos deles estão na escola, sempre ouço que, desses pais, que esses pais não colocam seus filhos nas escolas pois. As escolas não estão ‘preparadas’ para receber esses alunos , e eles, como pais não desejam expor seus filhos a situações indesejadas.
Tudo bem, quem sou eu para dizer o que um pai deve fazer com seus filhos? Também concordo que as escolas brasileiras, sejam na rede pública ou privada, estão muito longe de ser espaços inclusivos. Toda via, precisamos ter muito claro que essas escolas somente se tornaram espaços inclusivos se forem provocadas, com a presença dessas crianças e jovens com necessidades especiais nessas escolas. Lamento informar. Mas, não faremos inclusão em casa.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Hospital Barata Ribeiro tem setor de odontologia para pessoas com necedades especiais

Quem tem um familiar com deficiência mental ou neurológica grave sabe bem como é importante ter um atendimento médico que respeite as limitações inerentes à deficiência desse indivíduo. No campo da odontologia, na cidade do Rio de Janeiro, essas pessoas encontram no Hospital Barata Ribeiro, um setor especializado, com um serviço que existe há 20 anos. Por dia, são atendidos cerca de 25 pacientes com deficiências graves, como por exemplo paralisia cerebral, autismo, síndrome de Down, entre outras.
A doutora Andrea Vecchiate chefia uma equipe especializada no tratamento dentário em pacientes com problemas neurológicos e psiquiátricos, que conta também com uma técnica de saúde bucal e quatro dentistas, sendo dois no ambulatório e dois no centro cirúrgico. As consultas são realizadas no ambulatório, nos procedimentos mais rotineiros e simples, ou no centro cirúrgico, com o auxílio de sedação, em casos extremos. Ela explica que um dos fatores mais importantes é o atendimento preventivo rea…

A temática ética no contexto da educação inclusiva

‘Há como se conceber uma sociedade ética sem se preocupar com a inclusão’ ?A temática do debate da pessoa com deficiência na sociedade brasileira nem sempre é vista na sua complexidade: como algo que perpassar, ou deveria , passar pelo aprofundamento ético e moral da sociedade. Me parece importante se pensar a inclusão das pessoas com deficiência como um processo “humano”, cujo não deve se ater ao espaço da experiência sociológica da escola inclusiva, apesar da relevância desse espaço, como “provocador dessa inclusão” de modo a sermos capazes de, no futuro, conceber uma ética inclusiva o assunto da inclusão não deve ser visto como um processo que começa, nem tão pouco, que se conclua no ambiente da escola. O processo do sujeito com deficiência no contexto da educação e na sociedade brasileira deve pertencer a toda a sociedade que tem que tomar para si o dever ético de promover a inclusão de todos os indivíduos. Este compromisso com o processo de inserção das pessoas com deficiências …

3º Simpósio dá show de inclusão na Lona de Guadalupe

Aconteceu na manhã dessa sexta-feira(27) o 3º Simpósio de cultura Inclusiva na Lona Cultural Municipal Terra, em Guadalupe. O evento mostrou o talento das pessoas com deficiência, com apresentações da dupla Juripoca e neném , integrantes do projeto palaçadaria e a participação  do capoeirista  Tiao Gabriel. A programação contou com a fala do jornalista e autor  Fabio Fernandes que ressaltou a importância da expressão cultural no processo inclusão das pessoas com deficiência . ‘Criar ferramentas para que a pessoa com deficiência se expresse, no cenário cultural, é possibilitar que essa pessoa exista de forma efetiva no seu núcleo social’. Disse Fabio Fernandes.
O Simpósio de cultura Inclusiva é um evento da Associação Objetivo de Deficiente  que acontece desde 2013 e nessa terceira edição contamos com a parceria da Associação Balaio cultural e o projeto ‘Artes do suburbano‘ , vencedor do premio de ações locais, da secretaria municipal de cultura . a programação com uma bela roda de cap…