Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

Paralimpíadas estimulam o respeito às diferenças e valorizam a igualdade

Uma das mais importantes heranças dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 é o estímulo que o evento proporciona na mudança de atitude em relação à pessoa com deficiência. Mais que respeitar as diferenças e valorizar a igualdade, os Jogos mostram as potencialidades dos para-atletas, que se tornam os principais protagonistas dos esportes no mundo. A presença maciça do público superou as expectativas do Comitê Paralímpico Internacional, que calcula em mais de 2,5 milhões o número de espectadores nos locais de prova, e de 4,5 bilhões de pessoas em todo o mundo. A preocupação com a acessibilidade das pessoas no Parque Olímpico, Complexo Esportivo de Deodoro, Sambódromo, Copacabana e outros locais de prova mostraram que os projetos garantiram espaços mais democráticos. No Parque Olímpico, famílias inteiras foram prestigiar os competidores, ajudando a compreender melhor a importância da promoção dos direitos da pessoa com deficiência. Um exemplo disso é Ericsson Machado Fernandes Junior, que mora e…

Paraolimpíadas rio 2016: Mais uma barriga da imprensa brasileira

A insensibilidade da imprensa brasileira para a, quase não cobertura, das paraolimpíadas rio 2016  mostra bem o grau de cegueira da mídia para ‘a noticia’ . O burrojornalismo matou a capacidade do reporte de abstrair os personagens, as histórias e, a cima de tudo, a realidade de 24 milhoes de brasileiros e que passou ao lado da cobertura jornalista. Tal fato deflagra uma doença muito mais grave que possa parecer. A ‘síndrome de lide’ que afeta toda a imprensa brasileira, que faz com que os burrojornalista a ter uma visão superficial, estreita e burra da realidade . os feudos jornalismo acabam pasteurizando a percepção da sociedade.
No caso das paraolimpíadas , o que percebi é que a população carioca foi para a vanguarda, não comprando os óculos da imprensa caolha  e compareceu em grande números ás competições paraolímpicas, que aconteceram  nessa semana. Tomara , tomara mesmo , que a sociedade aprenda a ver , nesse tempo de multiplicidade de plataformas  de informações , através de o…

Brasil ganha ouro e prata no primeiro dia da Bocha Paralímpica

A emoção tomou conta do público que assistiu, nesta segunda-feira (12/09), ao primeiro dia das competições da Bocha Paralímpica na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. A dupla formada por Evelyn de Oliveira e Antônio Leme conquistou a medalha de ouro após derrotar a equipe da Coreia no jogo de pares da classe BC3 (atletas com maior grau de comprometimento motor). Mais cedo, o trio formado pelos irmãos Marcelo e Eliseu dos Santos e Dirceu Pinto conquistou medalha de prata após perder para a Eslováquia na competição de duplas mistas da classe BC4 (atletas com quadro de origem não cerebral, como distrofia muscular progressiva, esclerose múltipla ou lesão medular com tetraplegia).  Apesar de estar ganhando até a terceira parcial, o trio - que já havia conquistado o ouro em Pequim 2008 e Londres 2012 - fez uma partida emocionante. Após o jogo, Eliseu destacou a participação da torcida carioca: - Foi show de bola. A gente não esperava contar com essa torcida nos apoiand…

Brasil começa paraolimpíadas em grande estilo

A penas nessa sexta-feira (8) , primeiro dia dos jogos paraolímpicos Rio 2016, a delegação brasileira subiu quatro vezes no pódio . A primeira medalha veio com Odair Santos, que garantiu a prata ao completar os 5000m T11 em 15min17s55, atrás do queniano Samwel Mushai Kimani, que fez 15min16s11. Pouco depois, Ricardo Costa ultrapassou o recordista mundial Lex Gillette (EUA) em seu último salto, alcançando 6m52 e conquistando o ouro numa prova emocionante, que agitou torcida presente do Estádio Olímpico do Engenhão.

Daniel Dias começou a aumentar sua coleção de medalhas no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos. Até então, o nadador era dono de 15, sendo 10 de ouro, quatro de prata e uma de bronze, de edições anteriores de Jogos Paraolímpicos. A 11ª medalha dourada – e 16ª no total – veio nos 200m livre S5, numa prova que foi dominada por Daniel do início ao fim. O astro brasileiro das piscinas ainda vai disputar outras oito provas na competição, podendo chegar a impressionantes 24 pód…

Rio recebe atletas paraolímpicos

chegaram ontem (30 ) á cidade do Rio  , a delegação paraolímpica brasileira. apesar recepção carnavalesca a realidade da cidade está longe de acolhedora , ou pelo o menos acessível para as pessoas com necessidades especiais . diferentemente dos   atletas , os governantes cariocas nao se qualificaram, não treinaram , para receber um evento que trará a cidade do Rio atletas com deficiência do mundo todo. tomara que nossos atletas 'deficientes' mostrem sua capacidade no rio 2016

Release - Chegada Atletas Paralímpicos no Rio de Janeiro from MPIX on Vimeo.