Pular para o conteúdo principal

sobre o Fabio


Fabio Fernandes, nasceu  em 27 de junho de 1974. É jornalista, dramaturgo e roteirista. Tem paralisia cerebral. Fabio, atua no cenário cultural desde 1998, quando estreou  com a peça teatral ‘O menino que falava com os pés’. O texto, direcionado ao público infanto-juvenil, é um dos primeiros espetáculos teatrais a tratar da temática da inclusão escolar de crianças com deficiência, sendo encenado em diversos espaços culturais da cidade do Rio de Janeiro. Boa parte da obra do autor é voltada para a reflexão sobre a temática do reconhecimento da cidadania das pessoas com deficiência.  
 Outro trabalho do autor a ganhar projeção foi o texto teatral ‘Meu irmão’, que foi representado no ano de 2006 pelo grupo de teatro ‘Histéricos’, em Portugal. Trabalhando sempre a perspectiva da valorização da cidadania das pessoas com deficiência, Fabio atuou como repórter na cobertura dos jogos Parapan-americanos de 2007, além de manter o blog ‘eficiente em foco’, um dos poucos veículos jornalístico voltado para a temática inclusiva, no ar há mais de 10 anos. O jornalista atualmente atua como repórter do portal da prefeitura do Rio de janeiro e presta colaboração à Associação Objetivo de Deficientes, entidade sem fins econômicos que age na defesa dos direitos das pessoas com deficiência.
Fabio também se dedica a pratica de duais modalidades do para-desporto , a bocha adaptada, e o ‘petra’ , nessa ultima – que se consiste em uma corrida de triciclo, Fabio é o detentor do Record mundial nos 60m e 80m . sendo o primeiro atleta das Américas a conseguir tal feito.
Em 2014 Fabio Fernandes  lança seu primeiro livro, ‘BIM : Um Menino Diferente’, destinado ao publico infantil , o livro traz uma visão  bem humorada sobre a temática da inclusão das pessoas com deficiências . tendo com pano de fundo o cotidiano de um garoto, de 11 anos, que tem paralisia cerebral , o busca aproximar o publico infanto-juvenil das chamadas questões que envolve as crianças ‘especiais’ , Bim , ao contrario do que se poderia imaginar não tem nada de ‘especial’, é apenas um menino arteiro , inteligente, levado e feliz. O jornalista realiza palestras em que relata sua experiência de vida e fala sobre o momento da inclusão das pessoas com deficiência, na sociedade brasileira.
O jornalista realiza palestras em que relata sua experiência de vida e fala sobre o momento da inclusão das pessoas com deficiência, na sociedade brasileira. Atualmente o Fabio apresenta o programa ‘Papo cabeça com pé’ programa de entrevista com pessoas ligada ao cenário da diversidade cultural e inclusão social das pessoas com deficiência . o programa é veiculado no canal soumaisobjetivo no yutube
Ficou interessado em conhecer mais de perto o Fabio ?  

Leia  mais
http://odia.ig.com.br/diversao/2014-07-30/jornalista-com-paralisia-cerebral-lanca-bim-um-menino-diferente.html
http://www.revistareacao.com.br/website/Edicoes.php?e=100&c=10012&d=0

  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hospital Barata Ribeiro tem setor de odontologia para pessoas com necedades especiais

Quem tem um familiar com deficiência mental ou neurológica grave sabe bem como é importante ter um atendimento médico que respeite as limitações inerentes à deficiência desse indivíduo. No campo da odontologia, na cidade do Rio de Janeiro, essas pessoas encontram no Hospital Barata Ribeiro, um setor especializado, com um serviço que existe há 20 anos. Por dia, são atendidos cerca de 25 pacientes com deficiências graves, como por exemplo paralisia cerebral, autismo, síndrome de Down, entre outras.
A doutora Andrea Vecchiate chefia uma equipe especializada no tratamento dentário em pacientes com problemas neurológicos e psiquiátricos, que conta também com uma técnica de saúde bucal e quatro dentistas, sendo dois no ambulatório e dois no centro cirúrgico. As consultas são realizadas no ambulatório, nos procedimentos mais rotineiros e simples, ou no centro cirúrgico, com o auxílio de sedação, em casos extremos. Ela explica que um dos fatores mais importantes é o atendimento preventivo rea…

A temática ética no contexto da educação inclusiva

‘Há como se conceber uma sociedade ética sem se preocupar com a inclusão’ ?A temática do debate da pessoa com deficiência na sociedade brasileira nem sempre é vista na sua complexidade: como algo que perpassar, ou deveria , passar pelo aprofundamento ético e moral da sociedade. Me parece importante se pensar a inclusão das pessoas com deficiência como um processo “humano”, cujo não deve se ater ao espaço da experiência sociológica da escola inclusiva, apesar da relevância desse espaço, como “provocador dessa inclusão” de modo a sermos capazes de, no futuro, conceber uma ética inclusiva o assunto da inclusão não deve ser visto como um processo que começa, nem tão pouco, que se conclua no ambiente da escola. O processo do sujeito com deficiência no contexto da educação e na sociedade brasileira deve pertencer a toda a sociedade que tem que tomar para si o dever ético de promover a inclusão de todos os indivíduos. Este compromisso com o processo de inserção das pessoas com deficiências …

3º Simpósio dá show de inclusão na Lona de Guadalupe

Aconteceu na manhã dessa sexta-feira(27) o 3º Simpósio de cultura Inclusiva na Lona Cultural Municipal Terra, em Guadalupe. O evento mostrou o talento das pessoas com deficiência, com apresentações da dupla Juripoca e neném , integrantes do projeto palaçadaria e a participação  do capoeirista  Tiao Gabriel. A programação contou com a fala do jornalista e autor  Fabio Fernandes que ressaltou a importância da expressão cultural no processo inclusão das pessoas com deficiência . ‘Criar ferramentas para que a pessoa com deficiência se expresse, no cenário cultural, é possibilitar que essa pessoa exista de forma efetiva no seu núcleo social’. Disse Fabio Fernandes.
O Simpósio de cultura Inclusiva é um evento da Associação Objetivo de Deficiente  que acontece desde 2013 e nessa terceira edição contamos com a parceria da Associação Balaio cultural e o projeto ‘Artes do suburbano‘ , vencedor do premio de ações locais, da secretaria municipal de cultura . a programação com uma bela roda de cap…