Pular para o conteúdo principal

Oficina de teatro abre novos horizontes para alunos da Escola Municipal Jacques Raimundo


A experiência teatral como instrumento de transformação da percepção do mundo. Esse é o objetivo do projeto "Teatro em versos: uma aposta", realizado desde o início desse ano com alunos do 8º e 9º da Escola Municipal Jacques Raimundo, que fica em Realengo. O projeto é uma ação do Programa Interdisciplinar de Apoio às Escolas (Proinape), vinculado à Secretaria Municipal de Educação. A iniciativa, que acontece todas as quartas-feiras, conta com a participação de 40 estudantes entre 13 e 16 anos.

De acordo com uma das idealizadoras do projeto, professora Margareth Franco, as oficinas são elaboradas a fim de criar dinâmicas que sejam capazes de fomentar discussões e reflexões que perpassem pelo cotidiano escolar e pela vida dos adolescentes, como exclusão, violência e respeito às diferenças.

- As nossas oficinas acontecem sempre no contra turno da escola, ou seja, o aluno que estuda pela manhã frequenta a oficina no turno da tarde e vice-versa. Durante os nossos encontros, a gente realiza dinâmicas de grupo, exercícios de teatro e atividades de poesias faladas. Não há planejamento fixo, estático, a gente sempre pensa as nossas atividades observando o que aconteceu com nosso grupo de alunos na semana anterior. Se surgiu um assunto, uma questão relevante, será em cima daquilo que a gente vai trabalhar – explicou Margareth.

O conteúdo programático das atividades é sempre pensado levando em conta as demandas trazidas pelos alunos e tem como foco primordial a abordagem de temas comuns aos dilemas da adolescência. O que, segundo Margareth, é vital para manter a vivacidade do programa e o interesse dos participantes no projeto.

A aluna Beatriz de Almeida Domingues, de 13 anos, disse que a escola passou a ser um espaço de oportunidades de vivência de novas experiências com a oficina de teatro, sendo um novo ambiente de aprendizado e enriquecimento cultural:

- A escola é o lugar que vai me possibilitar ter um futuro melhor e seguir meu sonho. Daqui para frente, eu participo de todas as atividades que forem oferecidas na escola.

Criado em 2010, o Programa Interdisciplinar de Apoio às Escolas (Proinape) tem a missão de atuar nas escolas de toda rede para auxiliar as unidades na solução de problemas, visando a melhora do processo educativo e de interação do núcleo escolar.

A diretora-adjunta da Escola Jacques Raimundo, professora Patrícia Cristina de Lima, afirmou que a atuação do Proinape na unidade com o projeto "Teatro em versos: uma aposta" é bastante positiva na interlocução entre os alunos e a escola; um canal para expor, muitas vezes, problemas e conflitos.

- O projeto vem contribuindo muito para mudança de perspectiva dos alunos. Desde que o projeto foi implementado, a escola já percebeu que o interesse e a motivação dos alunos aumentaram. Muitas questões que esse aluno não teria coragem de falar na sala de aula, e que são fundamentais para a vida dele, acabam vindo à tona durante a oficina, permitindo que possamos intervir e ajudar – contou Patrícia.

A oficina de teatro propõe abrir as cortinas para um novo cenário com novas formas de compreender o processo de formação intelectual e humana dos jovens. O projeto visa fazer do teatro um instrumento de promoção do protagonismo dos alunos.

Para as alunas Emanuelle Martins, de 15 anos, e Silene Manhãs Neves, 13 anos, a oficina de teatro é um espaço importante para aprender e se tornar "alguém no futuro".

- Está fazendo a oficina de teatro é uma forma de participar da cultura e fazer com que a gente seja uma pessoa melhor no futuro – explicou Emanuelle.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hospital Barata Ribeiro tem setor de odontologia para pessoas com necedades especiais

Quem tem um familiar com deficiência mental ou neurológica grave sabe bem como é importante ter um atendimento médico que respeite as limitações inerentes à deficiência desse indivíduo. No campo da odontologia, na cidade do Rio de Janeiro, essas pessoas encontram no Hospital Barata Ribeiro, um setor especializado, com um serviço que existe há 20 anos. Por dia, são atendidos cerca de 25 pacientes com deficiências graves, como por exemplo paralisia cerebral, autismo, síndrome de Down, entre outras.
A doutora Andrea Vecchiate chefia uma equipe especializada no tratamento dentário em pacientes com problemas neurológicos e psiquiátricos, que conta também com uma técnica de saúde bucal e quatro dentistas, sendo dois no ambulatório e dois no centro cirúrgico. As consultas são realizadas no ambulatório, nos procedimentos mais rotineiros e simples, ou no centro cirúrgico, com o auxílio de sedação, em casos extremos. Ela explica que um dos fatores mais importantes é o atendimento preventivo rea…

A temática ética no contexto da educação inclusiva

‘Há como se conceber uma sociedade ética sem se preocupar com a inclusão’ ?A temática do debate da pessoa com deficiência na sociedade brasileira nem sempre é vista na sua complexidade: como algo que perpassar, ou deveria , passar pelo aprofundamento ético e moral da sociedade. Me parece importante se pensar a inclusão das pessoas com deficiência como um processo “humano”, cujo não deve se ater ao espaço da experiência sociológica da escola inclusiva, apesar da relevância desse espaço, como “provocador dessa inclusão” de modo a sermos capazes de, no futuro, conceber uma ética inclusiva o assunto da inclusão não deve ser visto como um processo que começa, nem tão pouco, que se conclua no ambiente da escola. O processo do sujeito com deficiência no contexto da educação e na sociedade brasileira deve pertencer a toda a sociedade que tem que tomar para si o dever ético de promover a inclusão de todos os indivíduos. Este compromisso com o processo de inserção das pessoas com deficiências …

3º Simpósio dá show de inclusão na Lona de Guadalupe

Aconteceu na manhã dessa sexta-feira(27) o 3º Simpósio de cultura Inclusiva na Lona Cultural Municipal Terra, em Guadalupe. O evento mostrou o talento das pessoas com deficiência, com apresentações da dupla Juripoca e neném , integrantes do projeto palaçadaria e a participação  do capoeirista  Tiao Gabriel. A programação contou com a fala do jornalista e autor  Fabio Fernandes que ressaltou a importância da expressão cultural no processo inclusão das pessoas com deficiência . ‘Criar ferramentas para que a pessoa com deficiência se expresse, no cenário cultural, é possibilitar que essa pessoa exista de forma efetiva no seu núcleo social’. Disse Fabio Fernandes.
O Simpósio de cultura Inclusiva é um evento da Associação Objetivo de Deficiente  que acontece desde 2013 e nessa terceira edição contamos com a parceria da Associação Balaio cultural e o projeto ‘Artes do suburbano‘ , vencedor do premio de ações locais, da secretaria municipal de cultura . a programação com uma bela roda de cap…